A experiência como bolsista do Chevening no Reino Unido

As inscrições para Bolsas Chevening, direcionada a pós-graduandos, estão abertas até o dia 25 de novembro. Leia, abaixo, a experiência de Alison Braga de Andrade como bolsista.

Foto turista

Neste mês,  finalizo programa de mestrado em Economia Política Internacional, na Universidade de Warwick, na Inglaterra, por meio da bolsa Chevening, do governo do Reino Unido. No artigo, escrevo sobre como o mestrado contribuiu para minha carreira na  área de relações internacionais, bem como para minha vida pessoal. Além disso, faço relato pessoal sobre a experiência como bolsista Chevening e destaco as oportunidades que o programa oferece.

O  programa de mestrado que cursei  seguiu formato predominante no Reino Unido e intitulado ‘taught masters’, que inclui dois elementos: aulas e pesquisa. A primeira metade do ano acadêmico foi dedicada a aulas, em grupos de aproximadamente dez estudantes. Para cada encontro,  há  tema central, que se inicia com breve introdução pelo professor, e segue com debate sobre as leituras entre os estudantes de diferentes nacionalidades. A segunda metade do ano é dedicada a pesquisa independente e desenvolvimento da dissertação . Tal modelo me ajudou a consolidar a  teoria e melhorou minha habilidade de pesquisa. Mas, destaco as discussões  em sala, pois essas estimularam meu pensamento crítico ao ver os temas nas diferentes perspectivas trazidas pelos colegas.

Além do curso  em si, o ambiente multicultural das universidades do Reino Unido permite fazer amigos dos quatro cantos do mundo e me ajudou compreender melhor  valores e culturas de diferentes dos meus. As conversas nos corredores e jardins consistiam em troca de experiências sobre cultura geral, política, economia, história e religião. Não ficavam de fora dos encontros bate-papos sobre músicas nacionais, assim como jantares com comidas típicas. A universidade oferece diariamente eventos sociais para celebrar  datas especiais e se envolver com a comunidade local, por meio de ações de voluntariado. A atmosfera variada me ofereceu maior sensibilidade cultural, que considero atributo importante para qualquer internacionalista.

O programa Chevening foi muito além de me conceder suporte financeiro. A bolsa cobriu todas as despesas do curso, estadia, passagens aereas, entre outras, que somados representam valor vultuoso. Todavia, o grande diferencial do programa, ao meu ver, reside nos eventos organizados pela Secretaria do programa ao longo do ano. Percorri varias cidades do Reino Unido participando de palestras e conferências organizadas pelo Chevening. Dentre as as atividades que participei, destaco visita ao parlamento do País de Gales, palestra sobre diplomacia no Foreign and Commonwealth Office e conferência sobre liderança em Durham. Os eventos reuniram bolsistas do Chevening e especialistas visando troca de idéias e experiências sobre os temas abordados. Ademais, as ocasiões serviram para eu ampliar minha rede de contatos, não apenas com profissionais da minha área de trabalho específica, mas também com aqueles setores correlatos, como por exemplo, direito e economia. Debatemos sobre os desafios em comum enfrentados em nossos países de origem e discutimos possiveis soluções, e isso abriu caminho para colaboração futura entre os bolsistas.

Para aqueles que desejam se candidatar ao Chevening, deixo algumas dicas baseadas na minha experiência como candidato.  Em primeiro lugar, sugiro analisar se possuem o perfil para o programa. O site do Chevening apresenta, em detalhes, os requisitos para candidatura, bem como as areas de estudo contempladas pelo programa. Em linhas gerais, o Chevening busca candidatos que somam experiencia profissional com perfil de liderança. No formulário de inscrição, não deixe de ilustrar suas experiencias com projetos dos quais participou assim como apresentar planos para aplicar o conhecimento adquirido após retornar do Reino Unido. Enfatize, da mesma forma, características pessoais que demonstrem a capacidade de liderança e de acompanhar programa intenso de mestrado no Reino Unido.

Para mim, o Chevening foi uma experiência que valeu cada segundo de dedicação durante o processo de candidatura. O ano como bolsista do Chevening representou um marco na minha vida e abriu muitas portas para o meu futuro profissional.Volto para o Brasil cheio de novas ideias para o meu trabalho no governo e com uma visão ampliada de mundo.  Boa sorte a todos!


Sobre o autor

Foto PerfilAlison Braga de Andrade concluiu mestrado em Economia Política Internacional pela Universidade de Warwick (Inglaterra) em setembro de 2014 pela bolsa de estudos do governo britânico Chevening. É também titular de MBA em Comércio Exterior e Negócios Internacionais pela Fundação Getúlio Vargas-FGV e Bacharelado em Relações Internacionais pela Universidade Católica de Brasília. Alisson segue carreira de servidor público federal com experiência no Departamento de Negociações Internacionais (DEINT) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e na Diretoria de Mercados Internacionais (DMINT) do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur).

Advertisements

One response to “A experiência como bolsista do Chevening no Reino Unido

  1. Há alguns email que eu possa entrar em contato com o Alison? Sou estudante de RI, e gostaria de saber mais detalhes sobre o programa, como foi a preparação e etc.
    Grata.

Comentários

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s